Google+ Badge

segunda-feira, 23 de março de 2015

Parte II do texto para pesquisa_PA - 1º Bimestre 1º e 2º anos

Figura Foto do Ataque Terrorista

Bombeiros resgatam um ferido depois que terrorista armados invadiram o escritório do semanário satírico “Charlie Hebdo”, em Paris. Ao menos 12 pessoas morreram durante o ataque (Foto: Thibault Camus/AP) http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/ataque-covarde-e-sanguinario-contra-revista-satirica-charlie-hebdo-na-franca-e-o-maior-atentado-contra-a-imprensa-na-europa-desde-a-ii-guerra-mundial-e-priva-os-franceses-de-quatro-genios-do-cartu/

Por outro lado não podemos esquecer que a França  é o país da Europa com o maior numero de migrantes muçulmanos entre os quais muitos pertencentes a correntes extremistas cujo objetivo é a expansão do Islã .
Para os fanáticos, sua missão assassina e suicida pelo mundo não tem outra finalidade senão converter a humanidade para o reino de Alá ou eliminar quem atrapalhar sua marcha.
Na quarta feira, 07 de Janeiro de 2.015 a milícia francesa empreendeu uma caçada aos terroristas que acabaram mortos.  Os mesmos eram de nacionalidade francesa que se juntaram  a JIHAD Islâmica, depois de passar por uma doutrinação fundamentalista.
Contra esse novo inimigo, a guerra do terror assume uma nova natureza. Os países Ocidentais continuam lutando contra o terrorismo fora de casa. Porém vem surgindo, dentro de cada país um inimigo interno desde o momento em que jovens franceses, ingleses, alemães, americanos etc...são convertidos ao fundamentalismo e migram para receber instruções militares em campos no Oriente Médio e depois voltam para casa dispostos a promover a JIHAD em solo de seu país de origem.

A BOMBA TERMONUCLEAR.

O fundamentalismo se agarra aos mandamentos religiosos básicos. O ISLÃ tem por base  CINCO PILARES da fé :

1- Testemunho da unidade de Alá.
2- Cinco rezas diárias
3-Jejum do mês de Ramadã
4- Peregrinação a Meca
5-Caridade.

A repressão, opressão e derrotas sofridas pelos árabes, resultaram em pressões para que a JIHAD, a guerra santa, seja incluída com um sexto pilar de fé do Islã.
Um especialista no assunto, Arif Jamal, diz que a Jihad pode tornar-se a "Bomba Termonuclear" Fonte Jornal Mundo – Maio 2.013.
Mas......seria isso uma verdade?
Existe muitos exageros praticados pela mídia em função do ocorrido.
Em primeiro lugar canalizar o ato, como responsabilidade de todo o mundo islâmico não é uma verdade.
Não podemos esquecer-nos do episódio ocorrido em Setembro de 2.012 quando foi exibido um vídeo islamofóbico de 13 minutos que continha sátiras sobre o profeta Maomé.
É evidente que diante de tal ofensa todo mundo muçulmano que apresenta mais de 1,5 bilhões de pessoas tanto no Oriente como no Ocidente ficou consternado.
Porém, relatar que essa situação gerou caos ameaçando o equilíbrio da paz mundial já é um tremendo exagero.
As estimativas iniciais segundo pesquisas mostram que a participação  em protestos contra o filme exibido representaram de 0,001 a 0,007% da população mundial de muçulmanos .
Apenas na Líbia e no Afeganistão ocorreu ataques de grupos radicais que violaram embaixadas estrangeiras. Como  por exemplo, o movimento salafista, um grupo extremista islâmico que se preocupa mias com a violência, com a destruição e ainda espalhar o ódio .
O FILME- "A INOCENCIA DOS MUÇULMANOS " foi escolhido e distribuído com legendas pelo grupo radical Salafista, aos seus fiéis seguidores pelo YOUTUBE.
Até que o apresentador de TV egípcio salafista, Sheikh Khaled Abdullah começou a divulga-lo para seus espectadores, no dia o8 de Setembro. As maiorias dos muçulmanos insultados ignoraram o filme ou protestaram pacificamente, mas os salafistas, empunhando bandeiras negras, lideravam os protestos tornando-os mais agressivos.
Da mesma forma que a extrema direita nos EUA ou na Europa, a estratégia  dos radicais é influenciar a opinião pública e arrasta-la para seu lado, aproveitando a oportunidade para espalhar a ira e demonizar os inimigos de sua ideologia. Essa abordagem lembra muito o apelo anti-muçulmano  do pastor americano  Terry Jones (o primeiro a divulgar o filme no ocidente) e outros extremista do mundo ocidental que fizeram a mesma coisa.
Entretanto, para o bem da humanidade, nas duas sociedades os moderados ultrapassam  em número os extremistas.
Uma figura pública da Irmandade Muçulmana do Egito escreveu um artigo no New York Times  dizendo : " Não responsabilizamos o governo americano ou seus cidadãos pelos atos daqueles que abusam das leis que protegem a liberdade  de expressão".
A antropóloga Sarah Kendzior alerta para que não se trate o mundo muçulmano como uma unidade homogênea.
Eu ainda diria " Se os extremistas não representam todo o Oriente os EUA não é , nunca foi e nem nunca será  a representatividade do Ocidente.

Extraído do livro de Marcos Antonio de Moraes "Conflitos do Golfo Pérsico" da Editora Átomo e Alínea no prelo.


Respondam:

1. Expliquem o que é Califado?
2. Qual o objetivo do Estado Islâmico.
3. Explicar o ataque do Estado Islâmico na França-Paris.
4. Qual a razão do recrutamento de jovens de diversos países para ingressarem no "Estado Islâmico?

Entrega dos trabalhos dia 1º de Abril de 2015
Abraços
Marquinhos

 Não percam tempo