Google+ Badge

segunda-feira, 6 de maio de 2013

BIOCOMBUSTÍVEIS E ALIMENTOS TRANSGÊNICOS

Pergunta feita pelo aluno Henrique
Professor Marcos, estive lendo um pouco sobre o uso de biocombustíveis. São menos prejudiciais ao ambiente e são extraídos de fontes agrícolas; porém por causa desse fato podem gerar o aumento da fome se todas as terras agricultáveis fossem utilizadas para esse fim.Não teria como cultivar essas fontes agrícolas de forma controlada em laboratório?

RESPOSTA:

Os biocombustíveis não tem toda esta pureza que lhe é conferida, pois na lavoura utilizam-se agrotóxicos e fertilizantes químicos que promovem impactos ambientais.
O fato de aumentar o espaço para o plantio do biocombustível pode sim promover o aumento da fome.
A solução momentânea tem sido a produtividade, ou seja, gerar mais etanol sem aumentar o espaço físico cultivado através da biotecnologia.
Não podemos esquecer que o biocombustível é o “salvador da pátria” ele é apenas um complemento dos combustíveis fósseis.

Os alimentos transgênicos ainda não gozam de toda a credibilidade internacional, por exemplo, a OMS faz um alerta sobre o consumo desses alimentos e até hoje não deu um sinal verde para sua comercialização irrestrita.
O Bloco Europeu não admite a entrada de transgênicos para consumo humano.

Já existe ração feita em laboratório, mas em grande escala torna-se inviável diante do alto custo, mas quem sabe se no futuro haverá ração em forma de pastilhas?

Particularmente eu prefiro um pastel de carne a uma pastilha, mas estou torcendo para que possamos ter, entre vocês, jovens engajados na descoberta de novos modos de vida.

Marquinhos