Google+ Badge

sexta-feira, 12 de abril de 2013

   O RATO QUE RUGE EM COREANO


 Coréia do Norte anuncia ESTADO DE GUERRA


Kim Jong-Um ordena (talvez para o Jong-Dois) os preparativos para atacar com mísseis o território do Tio – o Sam.

Acontece que Sam fez umas manobras com o trator em suas terrinhas lá pelas bandas do Pacífico, e como estava pertinho da vizinha, a cunhada Korea do Sul aproveitou ao ensejo e a convidou para uma peixada.

Kim viu a poeira levantada, sentiu o cheiro de peixe na brasa e invejoso como ele só, tinindo de “reiva”, sic resolveu revidar a afronta feita pelos dois.

Convoca Kim Jong-Dois, Kim Jong-Três e todos os Kim Jongs até o Dez para disputarem um campeonato de vídeo game a bordo de uma barcaça que navega rumo à casa do Tio Sam.

Com chapéu de papel (mais por necessidade do que por estética, pois as jujubas que acompanhava o torneio de games estavam fermentando) desembarca dia 04 de junho a comitiva dos jovens Jongs pronta para jogar goma de mascar nos cabelos dos americanos.

Porém, há outro objetivo escuso - obter um autógrafo do astro da NBA Michael Jordan, de quem Kim Jong-Um é fã desde a tenra idade.

O pequeno exército marcha pelas ruas - não encontra placa de sinalização da casa de Jordan; poucos transeuntes; nenhum comércio aberto e carros transitando em altíssima velocidade, o que o faz supor que o povo está escondido e com medo da sua presença.

Continua marchando e ouvindo de vez em quando uns tiros diferentes, acompanhados de explosões visuais. Estranhamente também há cheiro de carne sendo assada.

Que raio de guerra está acontecendo se eles não estão sentindo nenhuma dor decorrente e suas carnes já cheiram queimadas?

- Claro!!! É bomba bacteriana! Ela corrói os órgãos por dentro! Exclama Kim Jong-Cinco!

Todos os Kim Jongs espantados (se apalpando fazem com a cabeça sinal que sim) e decidem contar para ver se há baixas.

Falta o Oito!!! Gritam os Kim Jongs ao mesmo tempo e um odor de carniça se espalha pelo ar.

Porém ouvem um gemido vindo de trás de um carro parado e todos correm para o outro lado da rua, mas em pouco tempo descobrem o Oito com as calças arridas.

O efeito é devastador na pequena tropa. Uns choram, outros se contorcem de dor e mais outros procuram onde depositar suas fezes.

Imediatamente decidem bater em retirada e no salve-se quem puder até uma bandeirinha ficou esquecida em cima dos 똥 (dejetos) dos coreanos.

 Certos que foram alvejados por armas químicas eles embarcam e não sabemos informar mais nada.


Autores: Maria, Marcos Antonio de Moraes e Carlos Roberto de Moraes.