Google+ Badge

quarta-feira, 24 de abril de 2013

A NOVA VERSÃO DA CHICA DA SILVA – ROSEMARY NORONHA


Chica da Silva foi uma escrava que viveu no Brasil na segunda metade do século 18 e foi concubina do rico contratador de diamantes João Fernandes de Oliveira por quinze anos. Atingiu uma posição de destaque, tendo inclusive seus próprios escravos os quais os mantinham com mãos de ferro ou chicotes que lhe rasgavam a pele.
Chica e os brilhantes de João Fernandes de Oliveira fizeram com que a elite da sociedade mineira aceitasse-a e respeitasse-a como uma sofisticada dama.  Seu prestígio era tanto que ao morrer, em 1796 foi sepultada no cemitério da Igreja de São Francisco de Assis, o que era privilégio dos brancos ricos.
Segundo a mídia surgiu na corte petista uma nova versão de Chica da Silva. O nome dela é ROSEMARY NORONHA e o ex-presidente Lula deu-lhe o cetro, coroa e poder para usá-lo não só na corte como em todo país.
Tal como era no século 18  o povo vive arroxado com os impostos e a bem da verdade a vida proporcionada pelos governantes é de muita fartura. Ou seja, farta sic alimento; farta sic educação; farta sic saúde e farta tudo.
Em contrapartida a funcionária pública Rosemary dorme na mesma cama dormiu a Princesa Diane e com lençóis de cetim.
Esbanjando o dinheiro obtido em negociatas ela ri com todos os dentes na boca bem carnuda, que o Brasil desdentado pagou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.