Google+ Badge

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

BOMBA ÉTNICA

IMIGRAÇÕES PARA O BRASIL.

O maior movimento de estrangeiros para o Brasil se deu á partir de 1.850, principalmente europeus que vinham para o Brasil impulsionado por dois fatores de atração:
a) ciclo do café que representava grande riqueza e a exploração econômica de novas terras com chances para todos, pelo menos era a propaganda feita pelos cafeicultores da época.
b) Em segundo lugar o regime de escravidão estava caminhando para o fim. Isso abria mercado para a mão de obra assalariada.
Os principais grupos de estrangeiros que chegaram nessa época foram: portugueses, espanhóis, italianos, alemães, eslavos. Cujo perfil étnico e religioso até hoje serve como característica da população do Sul do Brasil (brancos de olhos claros, cabelos loiros, cristãos).
No Sul esses imigrantes estabeleceram-se em minifúndios (propriedades até 10 ha.) utilizaram mão de obra familiar, transformando essa região em uma colônia de povoamento.
No inicio do século XX, em 1.908 foi a vez dos asiáticos (japoneses) migrarem para o Brasil.
Grande número desses migrantes fixou-se nas proximidades das grandes metrópoles.
Em torno de São Paulo formaram o cinturão verde (hortifrúti – granjeiros) produtos de consumo diário.

DÉCADAS DE 1.980 E 1.990.

Neste período, cerca de quatro milhões de imigrantes subsidiados pelo governo brasileiro vieram trabalhar em culturas agrícolas no Sudeste, Centro Oeste e Sul do Brasil.
Entre esses migrantes merece destaque: coreanos e bolivianos, cuja maioria são clandestinos, segundo estudos do Núcleo de População da Universidade de Campinas (NEPO UNICAMP), sem a documentação necessária para se legalizarem , esses migrantes se sujeitaram a péssimas condições de vida.

EM 1.998.

Nesse ano o governo federal decretou uma anistia que permitiu a regularização da situação dos estrangeiros clandestinos. Entre 1.998 e 1.999, cerca de 50 mil imigrantes foram cadastrados.

OS IMIGRANTES ATUAIS.

Dos 14 milhões de pessoas que, segundo a ONU, tiveram que fugir de guerras, catástrofes naturais ou condições de vida miseráveis em seu país de origem, 75.000 estão no Brasil. Destes, 46.000 são haitianos.
Todos que chegam solicitam status de refugiado, o que lhes garante a concessão de carteira de trabalho e a possibilidade de emprego imediato.

QUEM GARANTE OS REFUGIADOS?

A Convenção sobre o Estatuto dos Refugiados de 28 de Julho de 1.951 foi adotada pela Conferência de Plenipotenciários sobre o estatuto dos refugiados e dos apátridas das Nações Unidas, convocada em Assembleia Geral, pela resolução 429 de 14 de Dezembro de 1.950, e entrou em vigor em 22 de Abril de 1.954.
A ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados),em 2.001 tinha 22,1 milhões de pessoas sob sua tutela, ou seja l em cada 290 pessoas no mundo .
Em 2.005 o numero de pessoas sob tutela da ACNUR  chegava a 20,7 milhões de pessoas .
Entre 2.001 e 2.005 a população de refugiados diminuiu 0,6% no mundo.
Em 2.010 só no Brasil entraram 592 mil estrangeiros, ou seja, um aumento de 2.200%.
Uma das razões para isso é que a lei brasileira sobre o assunto é uma das mais liberais do mundo (basta ficar na fila da imigração, mesmo sem passaporte, e pedir refúgio para conseguir entrar. E depois? vire-se como puder).
Se por um lado a entrada é muito fácil, por outro lado fica difícil encontrar um rumo logo após passar pela imigração.

QUEM SÃO OS REFUGIADOS? POR ONDE ENTRAM?

A maioria é: haitianos, senegaleses, somalis, congoleses, bengalis, sírios etc...
São esses que mais tem migrado para o Brasil nos últimos anos.
Grande parte chega à cidade de Basiléia, no Acre levados por "coiotes" (intermediários que cobram uma taxa em dólares ou euros para colocar o refugiado dentro do Brasil). O fluxo não cessa e é constante.

HAITIANOS.

No caso dos haitianos, eles não são considerados refugiados, mas estrangeiros com visto de permanência de caráter humanitário.
Do Acre os haitianos são enviados principalmente para São Paulo. A total ausência de infraestrutura oficial de apoio aos recém-chegados, somada a uma lei de refugio permissiva, apenas transfere para o Brasil a pobreza, o desemprego e a violência; problemas dos quais eles pretendiam escarpar quando para cá vieram.

OS SENEGALESES.

Segundo pesquisas os senegaleses entram no Brasil pela Bolívia e Equador.
Eles chegam a uma média de 7 por dia desde o inicio de 2.014.
Os senegaleses e outros imigrantes muçulmanos são atraídos para o Brasil devido a uma forte demanda por seus braços nos frigoríficos do Centro Oeste e Sul que exportam mensalmente toneladas de frangos para países árabes que só aceitam essa carne desde de que o animal ou ave tenha sido abatido pelo método HALAL baseado nos preceitos do Islã .
O Brasil é hoje o maior produtor e exportador de carne de frango halal do mundo.
Em 2.013, exportou quase 1,8 milhões de toneladas de aves e mais 300  mil toneladas de carne bovina abatidas pelo método abaixo descrito.
"Os animais devem ter o pescoço cortado de uma vez para não haver sofrimento, a cabeça não pode ser decepada e o sangue deve escorrer totalmente. Todo processo precisa ser realizado por um muçulmano com a frente do animal voltada para Meca, a cidade sagrada dos muçulmanos. O sangrador deve pronunciar Alá enquanto degola, dizendo: Bismillah (em nome de Deus).
Se por um lado os estrangeiros que chegam do mundo islâmico têm garantia de emprego nos frigoríficos do Sul.
Por outro lado as empresas que contratam isentam-se da responsabilidade por: alimentação, alojamento, e integração dos mesmos com os brasileiros. O que não é nada bom.
Na óptica de especialistas sobre o assunto, o mais importante e urgente é definir uma politica em relação aos imigrantes.
Caso contrário, nos próximos 20 ou 30 anos, é possível que esta nova onda de migrantes venha causar uma mudança no perfil étnico, sobretudo no sul do país.
Isso na melhor das hipóteses. Na pior, teremos imigrantes confinados em guetos, totalmente apartados do convívio com os nativos. Isso poderia detonar uma bomba demográfica e uma Xenofobia incontrolável.

FONTES PESQUISADAS

Carta Capital       11 Junho 2.014
Folha de SP          08 Junho 2014
Veja                      10 Junho 2014
A.C.N.U.R,- ONU- Relatório sobre refugiados 2005



               EXERCICIOS

1- Diferencie : Refugiados, Asilados e Exilados

2- Defina:
a) apátridas
b) xenofobia
c) método halal.

3- Quais os principais movimentos migratórios atuais, por onde entram e para onde vão?

4- Que tipos de problemas o Brasil poderá enfrentar se não houver uma politica oficial em relação aos imigrantes?


CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO

1- Apresentação - 20% da nota.
O trabalho deve ser feito à mão, com letra legível, sem rasuras, com bibliografia e deve iniciar contendo nome e sobrenome do aluno e a série e apresentar a bibliografia consultada.
2. Resumo e Questões e Conclusão - 80% da nota.
3. O trabalho deverá ter: a) Introdução; b) Relato Histórico; c) Conclusão (deverá ser da cada aluno).



TEXTO ORGANIZADO PELO PROF.MARCOS MORAES.